sexta-feira, 18 de maio de 2012

Resenha - Invasora : A Convocação


Um amor além do tempo Sammy é apenas mais uma adolescente, entre tantas, que enfrenta a difícil crise da separação dos pais. Ela achava que sua vida estava um verdadeiro caos, porém as coisas ficam ainda piores quando ela é atropelada e acorda no século XVI. No início, pensou estar sonhando, depois achou que estava enlouquecendo completamente, mas percebeu que nada teria importância se o amor que descobriu sentir por Ian fosse correspondido. Contudo, esse amor está fadado ao fim, ela terá de retornar ao seu tempo se quiser continuar vivendo. Um envolvente romance no qual as aparências enganam e o tempo também é um inimigo.



 Sammy é uma garota de 16 anos como as outras. Ela vai para a escola, tem seus amigos, paqueras...
Mas tudo muda quando ela é atropelada por um caminhão, e acorda na Inglaterra, no ano de 1519.



Ela não sabe o que está acontecendo, ela acha que está sonhando. Logo ela descobre que foi parar em um castelo chamado Darkness, comandado por Ian Stanttfort.
Ela sente uma atração instantânea por Ian, e logo descobrimos que ele tambem sente a mesma coisa por ela. 


Todos dizem que Sammy é uma invasora mas ninguem sabe ao certo os poderes de um invasor, e ela pretende descobrir.
Quando ela foge do castelo, Ian vai atrás dela, com seus amigos para acha-la

Descobrem que ela se vestiu de homem, cortou e cabelo e roubou roupas de um de seus empregados, e entrou em uma caravana, para não se descoberta.


Ian descobre , mas decide deixar mais um tempo ela pensar que eles não sabiam de sua verdadeira identidade. Ian não aguenta, e conta para ela que sabia de sua identidade.


Eles insistem em voltarem ao castelo, mas um ataque faz com que eles sejam obrigados a continuar o caminho para tentar conseguir ajuda da bruxa Durítia. Somente depois disso Sammy descobre a verdadeira natureza de Ian, e ele teme que ela sinta medo dele e se afaste.




Não gostei muito desse livro. Na verdade, comecei a gostar dele bem depois da metade.
Em um capítulo Sammy conta sua história, e o outro é em terceira pessoa, contando o ponto de vista de Ian. Isso torna a leitura muito cansativa. O que você leu no capítulo anterior, é repetido no outro, só que narrado em outro ponto de vista.



Só depois da metade, os capítulos narrados pelo ponto de vista de Ian, se tornam mais curtos, e contam somente o necessário, e param de repetir o capítulo anterior inteiro.
Tambem achei o romance entre Sammy e Ian muito rápido, forçado e repetitivo. Eles se olharam e POW, se apaixonaram. Eles não cansam de repetir o tempo toooodo, que eles se amam, não viveriam sem o outro e etc...


O final é digno de um "Acaba assim?!". Ele acaba deixando uma grande curiosidade para sabermos o que vai acontecer com Sammy.
Ainda não acredito que a autora acabou o livro daquele jeito! Quero que publiquem logo a continuação. Rsrs




Narração: 3/5 - Narrado em primeira e terceira pessoa.Achei muito repetitiva.
Descrição: 5/5 - Lugares e "seres" muito bem descritos
Revisão: 4/5 - Achei alguns erros.
Diagramação: 4/5 - Normal.
Capa: 3/5 -  Não tem anda a ver com o livro, e é bem feinha.

9 comentários:

JAQUELINE MARQUES disse...

Também achei a capa um tanto feinha, eu me encanto muito por capas e esse livro se eu visse em uma prateleira não ia levar não, rsrsrs

Albuq disse...

Oi, adicionei porque achei o blog muito legal.
Li sua resenha, concordo com o fato da narrativa em duas pessoas ser muito cansativa. A capa também, poderia despertar mais curiosidade.
bjs
PS. vou ler o livro!

Vivi Lemes disse...

oii!
narrativa em duas pessoas deve ser cansativa mesmo, mas gostei tanto da resenha que deu vontade de ler mesmo assim
e parece um bom roteiro pra um filme! =)
Bjs!

Wanessa Guimarães disse...

Parabéns pela resenha!

Sou apaixonada por esse livro, por sinal, já o resenhei.

Beijo,
www.estanteseletiva.com

Deby disse...

Narrativa em duas pessoa deve ser bem entediante e em relação a capa eu achei sem graça.

Queria ler a história porque ela se passa no século XVI e gosto de histórias que se passam em outra época.

Jessica Moura disse...

Já li algumas narrativas com duas (ou mais) pessoas, alguns eram bons outros nem tanto. A trama parece ter um bom potencial (embora também não goste de protagonistas quem dizem que se amam a cada 5 seg), mais acredito que a cada publicação cresce e que o erros podem ser corrigidos, por isso quem sabe no 2 livro as ações 'rápidas' melhorem.

Jessica Trajano disse...

Ainda não li esse livro, porém, lendo sua resenha me decepcionei um pouco com a história (pensei que poderia ser algo mais interessante), mas de qualquer forma gostaria muito de ler e ter minhas próprias opiniões.

Beijão!

Emilly Lins disse...

A um tempo queria ler esse livro, li a sinopse e amei!
Mas depois dessas informações do livro, já perdi a minha vontade de ler.
Essa narrativa deve ser horrivel!

Juliana . Oliveira disse...

Bom, quando eu vi o nome do livro pensei numa história completamente diferente, mais instigante talvez.
Quando eu li sua resenha, me decepcionei um pouco com o fato das repetições, porque eu me conheço, sei bem que não vou ter paciência e vou passar logo pro próximo capitulo. kkkkk'
Mas enfim, espero que possa ler e gostar :)
Um beijo ;*

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...