terça-feira, 6 de novembro de 2012

Resenha - Guardiões

Já parou para pensar de onde surgiram certas lendas? Como são criadas algumas histórias? E que muitas vezes o que nos é apresentado como ficção, fruto da mente criativa de algum escritor, pode ter surgido de uma história verdadeira? Você acredita em vampiros? Alice não acreditava. Mas acabou descobrindo que o mundo não era como imaginava. E que mito e realidade se confundem em alguns momentos. Alguns segredos devem permanecer ocultos. Ela não sabia com o que estava se envolvendo. Só tinha uma certeza: precisava lutar. Ela jamais será a mesma depois dessa batalha. Suas convicções podem mudar depois de ler este livro.

Alice acabou de perder o pai, a única pessoa viva de sua família é sua avó. Ela resolve ir morar com ela em Londres, e não se demora em partir.
Logo que chega, Alice é recepcionada com a notícia de que ela estava muito doente e internada.

Ela conhece Edwards, um amigo de sua avó que a ajuda logo quando ela chega na cidade. Logo sua avó falece, e o recado dado por ela antes da morte não é realizado por Alice.

Ela implorou para que Alice voltasse para o Brasil, dizia que Londres era perigosa e ela ficaria mais segura no Brasil. Alice bateu o pé e disse que ia ficar. Ela se mudou para a casa dela e começa a viver lá com Edwards.

Alice conhece o reitor de uma universidade que logo a convida para um trabalho, ela não sabe se teria condições, mas diz que vai pensar no assunto. Logo, conhece também Christiaan, ela se apaixona por ele instantaneamente, e ele por ela.

Porém, coisas estranhas começam a acontecer, e ela descobre que vampiros existem, e que Drácula não é um mero livro de ficção, mas sim, a história de sua família. Muitos antepassados dela e de outras pessoas já tinham morrido por esses vampiros, e continuaria sendo assim por muito tempo, então ela resolve juntar suas armas e lutar.




Quando comecei a ler esse livro, não esperava muita coisa. Achei o começo um pouco parado, mas depois de algumas páginas não consegui mais largar!
Achei interessante a autora falar sobre Drácula, e todos os argumentos ditos por ela para provar que o livro não é de ficção, são váilidos na história criada por ela.

Alice é uma personagem que nos apegamos facil. A garota que acaba de perder a família e tira coragem não sei de onde para acabar a com raça dos vampiros.
Não espero vampiros melosos, esses são do mal!

O que tenho a dizer é que é um ótima história sobre vampiros, e que espero que venha logo a continuação!

6 comentários:

Fê Falleiro disse...

Oie,
Achei a estória bem legal, só acho que deveria ser proibido o nome Edward em um livro de vampiros, chega gente kkkkkkkkkkkkk
Bjocass

Tainá W. Conti disse...

ah, me interessei! Demais a estória e tb achei a capa bacana!

Parabéns pela resenha
beijos!

Nizete disse...

Está na minha lista de desejados, estou sempre de olho e ansiosa por comprar.
Apoio 100% a literatura nacional e Monique Lavra é uma autora brasileirinha encantadora no seu jeito de ser, falar e com certeza escrever.
Parabéns!

Bjos
Ni
@ciadoleitor

Monique Lavra disse...

Ni, fofa é vc amore.
Obrigada pelo carinho de sempre!

Monique Lavra disse...

André, obrigada pelo carinho, e pela ótima resenha.
Fico muito feliz que tenha gostado!

La Mademoiselle disse...

Oi,

já li esse livro e gostei bastante!! A Monique fez um trabalho ótimo e também mal posso esperar pela continuação!

Bjs

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...