quinta-feira, 8 de maio de 2014

[MOVIE] - O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro



Com os estudos concluídos, Peter Parker começa a se dedicar cada vez mais ao homem aranha e a salvar os nova iorquinos, e juntamente com isso, começa a entrar em conflitos no seu relacionamento com Gwen.

Como se já não bastasse, surge Electro, um dos vilões mais famosos dos quadrinhos, agora adaptado no cinema, interpretado pelo astro Jamie Foxx. Peter ainda tem o retorno de seu antigo amigo de escola, Harry Osborn, e acaba descobrindo cada vez mais coisas sobre o passado de seu pai e de Norman Osborn.


“O amigo da vizinhança”, como é mundialmente conhecido o Homem-Aranha, está de volta ao cinema em sua segunda parte do reboot dirigido por Marc Webb. E o que dizer desse filme? Bom, acho que o próprio nome já diz: Espetacular!

Com uma pegada completamente mais jovem que a primeira versão do diretor Sam Raimi, essa segunda ‘geração’ do cabeça de teia traz uma maior proximidade com os quadrinhos , onde o Homem Aranha é orgulhoso por ser o que é, diferente do herói interpretado por Tobey Maguire, que acha um fardo ser o Homem Aranha.

Outra característica desse filme que acaba chamando muito os espectadores é o romance do herói. Talvez o fato de Adrew Garfield (Peter Parker) realmente namorar a Emma Stone (Gwen Stacy) na vida real ajuda a criar uma maior interação e, consequentemente, um melhor resultado no fim da obra.

Jamie Foxx é um grande atrativo nesse filme também, pois depois de concorrer ao Oscar do ano passado, aceitou o papel de vilão de um blockbuster como Homem Aranha, coisa que é muito difícil de se ver no cinema mundial, e isso acabou aumentando a credibilidade do filme, sem contar que a atuação dele está sensacional como Electro.

Ponto também para a trilha sonora, que acaba te embalando a cada cena. Diria que, juntamente com o romance de Peter e Gwen, seria uma das principais características desse filme. Mas também não podíamos esperar menos de Hans Zimmer, que já fez a trilha sonora de filmes como Batman Begins, Gladiador, Rei Leao, A Origem, entre vários outros.

Esta segunda parte do reboot acaba agradando muito também aqueles que sempre quiseram saber qual a ligação da Oscorp com tudo, incluindo com o passado de Peter Parker e de seu pai, ganhando boa parte da trama para esclarecer certas questões sobre Richard Parker e sua morte.

Marc Webb também acaba ousando bastante quando coloca três vilões em um só filme, apresentando suas histórias e mostrando como se transformaram em arqui-inimigos do cabeça de teia, isso exige muito por parte do diretor, que tem que ser pontual durante todo o filme para que este não se torne algo chato e enrolado demais.

Pontualidade, talvez esta palavra defina o filme, afinal, o romance do herói é bem distribuído por toda a narrativa, o conflito de Peter com o passado, tentando descobrir sobre a vida de seu pai também é algo bem singular, além das histórias de Electro, Duende Verde/Harry Osborn e Rino, tudo isso acaba sendo bem distribuído dentro de duas horas e meia de filme.

Porem, o filme deixa a desejar por parte do roteiro, que possui pequenos buracos e erros, como o fato de quando há alguma luta no meio da cidade, a população nova iorquina fica de ‘plateia’, com grades de proteção e tudo, além de partes em que monumentos destruídos minutos antes, aparecem intactos nas cenas posteriores.

Concluímos que esse novo Homem Aranha foge um pouco do padrão dos filmes heroicos pela sua trilha sonora incrível e por um romance tão profundo, características marcantes do diretor Marc Webb. Há quem prefira a primeira versão do diretor Sam Raimi, porem, mesmo esse, não podem deixar de comentar que o Espetacular de Webb ficou bem singular. Mas vale muito a pena o ingresso, e é, no mínimo, um ótimo entretenimento!


NOTA: 7,0

2 comentários:

Fabrica dos Convites disse...

Já combinei com as crianças de assistirmos na próxima semana.
Bjs, Rose

Babi Dewet disse...

Sou suspeita porque curto muito mais o Andrew Garfield como Homem Aranha que o Tobey... dai acabei criando certa aversão à outra trilogia. Eu AMEI esse filme e, mesmo com os pequenos erros, foi totalmente sensacional.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...